segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

A mínima diferença entre o criar e o criar

CRIEI um Blog! Ok, mas agora é hora de CRIAR os posts.
E seria tudo mais fácil se o meu objetivo aqui fosse sair procurando coisas interessantes na internet, mas não é isso que eu quero fazer. Quero eu mesmo bolar as minhas próprias ilustrações e meu poeminhas que, de preferencia, sempre devem ter um tom meio sombrio.
CRIAR os seus desenhos mentalmente é perfeito! Complicado é colocá-los no papel, mas a liberdade artística me possibilita CRIAR da forma que eu bem entender, por isso, o que não te agrada pode muito bem estar maravilhoso para mim, a CRIAÇÃO é minha mesmo!!!
Depois de estar com a ideia principal pronta em minha cabeça era hora de arranjar um lugar adequado para anotar as minhas CRIAÇÕES. Então fiz o meu Caderno de Anotações Rápidas e Garranchosas.

Quando o caderno ficou pronto, precisava começar a dar vida as minhas CRIAÇÕES, e foi justamente isso que eu fiz assim que cheguei em casa com a minha gama de tintas aquarelas caríssima, que custou um pouco mais de R$ 6,00.
Mas primeiro, eu CRIEI uma folhar de teste.

Folha de teste pronta era hora de colocar em prática os dotes artísticos e os posts que apareceram aqui em breve começaram a tomar forma.

E o que quero provar com isso?
Que entre o CRIAR etéreo e o CRIAR sólido existe uma grande diferença.
E Sim¹: minha mesa de criações é justamente a minha cama.
E Sim²: esse post foi realmente meio sem noção e confuso, me desculpe se você o leu até aqui, mas acho que você perdeu um pouco do seu tempo. 

Um comentário:

  1. Chorei de rir com o "me desculpe se você leu até aqui" hahahaha.

    ResponderExcluir